quinta-feira, junho 23, 2011

Corpo de Cristo: Cristo em Nós

wallpaper corpoDeCristo 300x199 Corpo de Cristo: Cristo em nós!
Nesta quinta-feira uma parte dos cristãos comemora o feriado de Corpus Christi, que, é a expressão em latim para Corpo de Cristo. Como sei que a maioria dos meus leitores está distante dessa realidade, explico: a data foi instituída pela Igreja Católica para reforçar a presença de Cristo na Eucaristia (ritual que, pra simplificar mesmo, seria mais próximo à Santa Ceia). Ou seja, pra ser bem direto, a ideia era instituir uma data para que as pessoas se lembrassem de que o ritual significava trazer à memória a presença real do Cristo Vivo.
Não sei se isso deu muito certo, nem quero entrar nesse mérito. Só trouxe essa pequena contextualização porque, apesar de não ser católico e não ter o costume de comemorar tal data, peguei-me refletindo nisso ontem, no significado do Corpo de Cristo. Lembrei que a líder do Diante do Trono, Ana Paula Valadão, compôs uma música muito linda, que fala disso. O nome da canção, coincidentemente, é Corpo de Cristo. 
O curioso é que tal canção resume tudo aquilo que penso sobre a presença real de Cristo em nós. Onde estão os olhos de perdão, os braços estendidos, os corações movidos por compaixão? Não existe possibilidade uma vida cristã que não passe por essas três atitudes: um olhar sempre disposto a perdoar, os braços abertos para se sacrificar a fim de acolher o necessitado e um coração que exale compaixão, graça e amor.
Quem quer verdadeiramente seguir a Cristo precisa se preocupar com isso. É necessário ser “assim como Ele foi”. Não há desculpas. Se Jesus acolhia qualquer pessoa que se achegava a Ele, como nós, que nos dizemos seus seguidores, escolhemos quem merece ou não ser acolhido? Se Cristo olhava com perdão os tidos como piores em sua época, como nós olhamos com julgamento e condenação? Se Jesus era movido por compaixão, como nós, que nos dizemos servos, somos movidos quase sempre por ganância e interesses egoístas e particulares?
A parte mais difícil da canção é a que vem a seguir, após tais questionamentos. São os frutos esperados de alguém que busca realmente seguir os passos trilhados por Cristo. “Eu quero ver a tua fé em obras. Me mostre, por favor, onde estão os frutos. E eu os comerei!” O que é mais importante que as obras que o Amor Encarnado, Jesus, gera em nós?
E aí eu digo algo ainda mais difícil de se ouvir/ler: “Quero ver o teu amor tão cantado, teu discurso encantador sendo encarnado: Cristo em vós!” Falei aqui há algumas semanas sobre aquilo que cantamos da boca pra fora, sem reflexão, sem verdade. Muitas vezes, como expressou de forma excelente a Ana na música, nosso discurso é encantador. Mas o discurso não vale nada se não for feito carne em nós.
É esta a diferença de Jesus: mais do que falar, Ele foi! Porque Ele é. E nós também somos convidados, todos os dias, a também ser, por meio dEle. Mais que falar de Jesus, repito, é preciso ser Jesus na vida daqueles que nos cercam. É preciso experimentar, dia após dia, a realidade de levar, não só o discurso, mas o Corpo e a Vida de Cristo em nós!
Veja essa belíssima canção que tem por título Corpo de Cristo - Diante do Trono: 
Obs: Desligue o Play do rádio, para melhor sonorização

Fonte: PortalDT / Adaptação: Diante de Deus

1 comentários:

Portal DT disse...

Pedimos a gentileza de citar o autor do texto: Rafael Rocha - www.portaldt.com. Obrigado!

Postar um comentário