quinta-feira, julho 28, 2011

Castidade entre jovens: modismo ou nova realidade?


Nos últimos tempos, uma rede de blogs e sites de jovens em busca de relacionamento cristão e uma vida mais próxima de Deus ganharam notoriedade nas redes sociais. Blogs como “Não Morda a Maçã”, “Eu Escolhi Esperar”, “Cabeça Jovem” e “Sai do Muro” somam mais de 50 mil seguidores, mas será que essa movimentação é séria ou apenas uma modismo entre os jovens?

Para o Pastor Nelson Júnior idealizador do “Eu Escolhi Esperar” muito mais do que uma moda. Coincidentemente na noite em que o programa da TV Globo “Profissão Repórter” exibia o comportamento sexual desenfreado dessa geração, o tag #GeraçãoEscolhiEsperar estava nos tt´s (Twitter Trends) como um dos assuntos mais falados do Brasil.
“Há uma geração promíscua e libertina, mas também há milhares e milhares de jovens nessa nação que estão se separando para Deus. Dizendo não ao império mundano e sim para a vontade de Deus”, afirma Nelson.
O blog Não Morda a Maçã discute assuntos como namoro cristão, vício em pornografia e estudos bíblicos. “Comecei a ler o blog há seis meses e já sinto as mudanças no cotidiano, passei a me valorizar como filha do Rei e a entender como levar esse Evangelho de amor a outras amigas que hoje lêem o blog comigo”, afirmaLuciana Oliveirade 22 anos.
Para Nelson o que está acontecendo nas redes sociais é um reflexo de uma nova geração que está se levantando no Brasil. Segundo ele, milhares de jovens já tomam a decisão de guardar suas vidas, ou esperar, independentemente do que leem na Internet. O pastor também afirma não acreditar que todos que seguem o “Eu Escolhi Esperar” seguem suas propostas.
“Assim como um monte de gente vai a Igreja e não muda. Vamos expulsá-las da Igreja? Não. Vamos continuar pregando, crendo que estamos lançando sementes. Crendo no poder transformador da palavra. E que essas pessoas mais a frente, podem vir a ter uma experiência num ambiente favorável.”
Gravidez cai
Dados divulgados nesta quarta-feira, 27, pela Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, aponta que a  gravidez entre adolescentes de 10 a19 anos caiu 37% em 11 anos. Em 1998, foram 148.018 casos de gravidez na adolescência no Estado. Já em 2009, último dado consolidado, esse número caiu para 92.812 ocorrências. Os números da pesquisa ainda indicam que a queda anual tem sido constante.
De acordo com o relatório, houve uma redução mais acentuada nos casos de gravidez entre jovens da faixa de15 a 19 anos, que diminuíram 37,8%. Na faixa de10 a 14 anos, o indicador apresentou uma queda menor, de 19,7%.

Fonte: Christian Post e Agencia Estado com redação MG / via: Diante de Deus

0 comentários:

Postar um comentário