sábado, junho 11, 2011

Liberdade para brilhar

MATEUS 5.1-16

Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as
vossas boas obras e glori? quem a vosso Pai que está nos céus. (Mt 5.16.)
O jovem lampião, com o pavio novinho e o vidro protetor na mais clara
transparência, se encontrava a? xado no alto da cozinha, na casa da fazenda.
Estava feliz e iluminava com todas as forças cada detalhe sob sua luz.
Entretanto
a chama, orgulhosa, começou a dizer que não precisava do protetor
de vidro e que este a atrapalhava a propagar sua luz por todo o ambiente. E
reclamou tanto que o lampião cedeu aos seus caprichos e retirou o vidro que
a protegia. Não deu outra. A corajosa chama lutou o mais que pôde contra
o vento, mas este era realmente mais forte e a derrotou com facilidade. A
chama se apagou. E agora todos estavam na mais densa escuridão.

Jesus disse: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas;
pelo contrário, terá a luz da vida (Jo 8.12). E, no sermão do monte, ele falou
que somos a luz do mundo e precisamos deixar a nossa luz brilhar diante
dos homens para que todos possam ver Deus, o Pai celeste, através de nossas
boas obras. Mas, assim como o pequeno lampião, nós também temos “protetores
de vidro” que impedem que todo o vento de doutrina ou os ventos
contrários possam apagar a chama do Espírito de Deus que arde em nosso
coração. Esse protetor é o escudo da fé, invisível aos olhos humanos, mas
bem real no reino espiritual.

Essa proteção necessária está na obediência à Palavra de Deus. A fé anda
junto com a obediência. Crendo nas Escrituras e vivendo na prática de seus
ensinos, estaremos deixando nossa luz brilhar. E, resplandecendo nas trevas
deste mundo, estaremos mostrando aos outros o caminho da verdadeira
vida.

Não apagueis o Espírito, nos adverte o apóstolo Paulo (1Ts 5.19). Precisamos
da chama do Espírito para brilhar. Necessitamos da proteção da
obediência à Palavra para nos manter ? rmes no nosso posto: no velador... e
brilhando.

Pai celestial, é maravilhoso pertencer-te e ter a chama do teu
Espírito Santo ardendo em nosso coração. Ajuda-nos a viver
em obediência e sempre debaixo da tua proteção, e que os
outros possam ver a tua presença em nós. Amém.

Pra. Ângela Valadão | Lagoinha.com / Redação: Diante de Deus

0 comentários:

Postar um comentário