quinta-feira, março 24, 2011

ESTUDO REVELA QUE ORAÇÃO DIMINUI AGRESSIVIDADE E RAIVA NAS PESSOAS





   Segundo a Universidade de Ohio, nos EUA, a oração ajuda indivíduo a mudar o jeito como vê o que o deixou bravo. Orar pode ajudar muita gente a se sentir menos brava e a se comportar de forma menos agressiva depois que alguém a deixou furiosa, revelou uma nova pesquisa.
Três estudos mostraram que as pessoas que foram provocadas por comentários ofensivos por um estranho mostravam menos raiva logo depois se orassem por outra pessoa enquanto eram provocadas.
Os benefícios da oração identificados nas pesquisas não dependem de intervenção divina e provavelmente acontecem porque o ato de orar mudou o jeito de as pessoas pensarem sobre uma situação negativa, explicou Brad Bushman, coautor do estudo e professor de comunicação e psicologia da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos.

“As pessoas geralmente se voltam para a oração quando estão sentindo emoções negativas, incluindo a raiva. Descobrimos que a oração realmente ajuda as pessoas a lidar com sua raiva, ajudando-as a mudar o modo como veem as coisas que as deixaram bravas e a encará-las de uma forma menos pessoal.”

O poder da oração também não depende se a pessoa é religiosa ou frequenta o templo ou a igreja com frequência, explicou o pesquisador. Os resultados mostraram que a oração ajudou a acalmar as pessoas, independentemente da religião na qual elas acreditam ou com que frequência vão ao templo ou igreja ou ainda se oram (ou não) todos os dias.
Bushman observou que os estudos não avaliaram se as orações tiveram algum efeito nas pessoas em nome de quem foi feita a oração. A pesquisa focou apenas na pessoas que estavam orando.
O pesquisador acrescentou que esses são os três primeiros estudos a examinar os efeitos da oração sobre a raiva e a agressividade. Bushman realizou a pesquisa em conjunto com Ryan Bremmer, da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, e com Sander Koole, da Universidade VU de Amsterdã, na Holanda.
Embora os três estudos tenham abordado o assunto de formas diferentes, todas elas revelaram os benefícios de orar, explicou o pesquisador. Os resultados da pesquisa só valem para orações benevolentes defendidas pela maioria das religiões. Orações vingativas ou cheias de ódio, em vez de mudar o modo como as pessoas encaram uma situação negativa podem alimentar ainda mais a raiva e a agressividade.
Segundo Bushman, “quando as pessoas estão enfrentando sua própria raiva, elas devem levar em conta o velho conselho de orar pelos inimigos”.

“Pode não fazer nenhum bem aos inimigos delas, mas pode ajudá-las a lidar com emoções negativas.”

0 comentários:

Postar um comentário